terça-feira, 12 de agosto de 2008

O Escritor

Para não ser simplista
o mal de todo artista
o bem da humanidade
escrever com vontade

Para não cair no clichê
Para não perguntarem por quê?
É preciso ser
Escritor pra saber.

Na pauta, a pena
Na voz, o poema
Na vida, a cena
Em si, este lema

Cair em si
é para o escritor
como rir
ao sentir dor

Tão leve ao vento
estão as palavras
que ao desatento
são só palavras.

11/08/08

Um comentário:

aluisio martins disse...

Petro, sou seu fã de carteirinha.
Estou cá na Bienal de Sampa. Teu lugar está aqui te esperando, escritor pronto e publicado desde que se inventou Petro.
Abs